Notícias

1 27/10/2020 10:27

Número de pessoas com anticorpos caiu em 26% em apenas 3 meses, mostrando que a imunidade de rebanho é uma alternativa complicada para lidar com o vírus

Os anticorpos do novo coronavírus desaparecem rapidamente depois da infecção, pondo em xeque a teoria da imunidade de rebanho — ao menos é o que aponta estudo realizado pelo Imperial College London com 365 mil pessoas no Reino Unido.

Segundo a análise dos pesquisadores, que foi realizada entre junho e setembro deste ano, o número de pessoas com os anticorpos necessários para lutar contra as infecções da covid-19 caiu em 26% durante o período do estudo.

Isso significa que a porcentagem de pessoas do país com anticorpos caiu de 6% para 4,4% em apenas três meses. “Esse estudo mostrou que a proporção de pessoas com anticorpos detectáveis está caindo com o passar do tempo.

Não sabemos se isso deixará as pessoas com mais riscos de reinfecção, mas é essencial que todos continuem a seguir as regras para reduzir o risco para si mesmos e para os outros”, afirmou Helen Ward, uma das autoras do estudo.

O resultado da pesquisa também sugere que pessoas com quadros assintomáticos da covid-19 estão mais suscetíveis a perder os anticorpos do que aqueles que apresentaram algum dos sintomas da doença.

Todas as faixas etárias são afetadas por esse declínio, mas ele é maior em idosos. Com a idade, o sistema imunológico se torna mais enfraquecido, o que pode ajudar a entender porque pessoas mais velhas têm mais risco de morte por complicações causadas pelo vírus. *Exame.

 







Av. Governador Lomanto Júnior - Edifício União Empresarial Center, nº 23 - Centro - Amargosa/BA.
Tel.: (75) 3634-3239 | 9 9803-1023 (Whatsapp) - Vale a pena ouvir!
© 2010 - Rádio Vale FM - Todos os direitos reservados.