últimas notícias

Colunas

1 07/07/2020 19:28

Você já percebeu que a quantidade de pão que você comprava por um preço no início do ano não custa o mesmo que você paga hoje? Isso pode ser explicado pelos efeitos da inflação.  Mas você sabe o que é inflação?  Entende como ela impacta em seu bolso e o por quê dela ocorrer?  Vamos falar sobre essas questões para que você conheça esse fenômeno que marcou gerações de brasileiros no passado e que pode voltar a todo vapor com esta pandemia do novo coronavírus. Fique ligado! 

 Chama-se de inflação a alta de preços em determinado período de tempo. Você consegue percebê-la quando compara os preços de um mesmo produto comprado em épocas diferentes.   Voltando ao exemplo inicial: no mês passado, para comprar 120 pães, você pagava R$30,00, mas, neste mês, para comprar essa mesma quantidade, você gastou R$40,00. Sabe o que isso significa? Que seu orçamento está em desequilíbrio, porque seu salário não aumentou, mas o valor do pão sim.  E, se seu orçamento estiver justo, o dinheiro não vai durar até o final do mês.  Isso caso você continue recebendo o mesmo valor do mês passado e os demais produtos e serviços que você consome permanecerem com o mesmo preço.  Resultado, seu poder de compra foi reduzido, infelizmente. 

 Você deve estar se perguntando "por que os preços aumentaram?.  Os motivos são vários, e um deles é o excesso do gasto público.  Você já se imaginou usando um cartão de crédito sem controle?  O que fazer para pagar a conta se você gastou além do que deveria?  Saiba que se o Governo gastar mais do que arrecada, ele pode imprimir dinheiro para pagar seus débitos.  Seria um sonho se você pudesse fazer isso, não é? Contudo, essa solução não é benéfica.  O Governo que gasta muito e mal os recursos públicos pode gerar inflação, quando ele emite moeda sem planejamento para cobrir seus gastos.  Isso pode acabar desequilibrando o mercado ao colocar mais dinheiro na praça sem que a produção aumente.  Pronto, o circo está armado!  Porque com mais dinheiro a população aceita pagar mais caro e assim os preços disparam – olha a inflação aí!  Outra forma do Governo pagar suas contas em desequilíbrio é aumentando os impostos.  Só que quando o Governo eleva os tributos, os empresários repassam esse valor para você através do aumento os preços.  Da mesma forma que você precisa controlar seus gastos, o Governo deve garantir a estabilidade das contas públicas.  Se não é fácil manter seu orçamento em equilíbrio imagine fazer isso com as contas do Governo! Uma tarefa MUITO desafiadora, não acha?  Mas precisa ser feita!

 Além do descontrole das contas públicas, outros fatores que podem impulsionar o aumento dos preços são:

1. Lei de oferta e demanda – Quando um determinado produto ou serviço tem sua oferta reduzida, seu preço sobe, como o aumento do preço da arroba do boi na entressafra.  Por outro lado, quando a demanda (procura) das pessoas cresce e elas gastam mais, o mercado tende a aumentar os preços.  Exemplo disso é o preço da Ivermectina, que, antes da Covid-19, custava muito menos, mas com o aumento da demanda seu preço subiu. 

2. Indexação – É o valor de um produto ou serviço corrigido com base na inflação passada. Reajuste do aluguel é um exemplo disso, porque, em geral, ele é indexado ao IPCA (índice nacional de preços ao consumidor amplo).

3. Mercado de câmbio – É o valor da cotação do Real comparado às demais moedas do mundo.  Como a moeda que mais influencia a economia brasileira é o dólar, vamos usá-lo como exemplo.  Se o valor do real cair, o valor do dólar sobe e assim os importados ficarão mais caros no Brasil, como o computador fabricado nos EUA, ou componentes importados de lá.

4. Cartéis - Quando uma empresa monopoliza ou domina um produto ou setor econômico e passa a controlar a variação de preços dele.  O dono dessa instituição pode aumentar os preços quando quiser por falta de concorrência para forçar a queda do preço.  Isso pode ser verificado com o preço da gasolina.    

Você percebeu como o assunto inflação é amplo e complicado?  Isso porque envolve muitos fatores e variáveis que fogem do nosso controle.  É papel do Governo manter o equilíbrio das contas públicas, a inflação alinhada às metas e a economia em equilíbrio, assim como combater as demais causas que geram a inflação.  Mas, isso nem sempre ocorre.  Entretanto, é essencial que você, cidadão esperto e consciente, acompanhe os índices da inflação e as medidas do Governo para tomar a melhor decisão sobre suas finanças. Agora você já sabe o que é inflação e as suas principais causas. Mas você sabe o que fazer para reduzir as consequências dela em sua vida financeira? Semana que vem daremos dicas para você conviver melhor com a inflação, “inté”!


Categorias

 Meu DinDin - Como realizar seus sonhos 






Av. Governador Lomanto Júnior - Edifício União Empresarial Center, nº 23 - Centro - Amargosa/BA.
Tel.: (75) 3634-3239 | 9 9803-1023 (Whatsapp) - Vale a pena ouvir!
© 2010 - Rádio Vale FM - Todos os direitos reservados.