Notícias

1 17/02/2020 13:41

Desde implantada, em dezembro de 2018, a ferramenta tecnológica auxiliou nas prisões de 134 foragidos

O sistema de Reconhecimento Facial da Secretaria da Segurança Pública da Bahia será ampliado no Carnaval de Salvador.

A ferramenta foi usada em fase de teste na festa do ano passado e ajudou na prisão de um homem foragido por homicídio. Na oportunidade ele estava fantasiado de mulher, mas ainda assim foi reconhecido.

As câmeras estarão espalhadas em pontos estratégicos dos circuitos Dodô (Barra/Ondina), Osmar (Centro) e Batatinha (Centro Histórico).

A tecnologia será empregada também em pontos de entrada e saída, além de estações de transporte público.

Desde implantada, em dezembro de 2018, a ferramenta auxiliou nas prisões de 134 foragidos da Justiça pelos crimes de homicídio, estupro, tráfico de drogas, roubo e furto.

Ainda no quesito tecnológico, serão 300 câmeras monitorando os três circuitos oficiais, acompanhadas 24h por equipes no Centro de Operações e Inteligência (COI) da SSP. Dez drones do Grupamento Aéreo (Graer) também enviarão imagens em tempo real para o Centro.

Mais tecnologia

Em fase de teste, a SSP utilizará um software instalado nos celulares das patrulhas que, a partir de uma foto, checa impressões digitais e promove a identificação humana. Os aparelhos serão empregados com as equipes que atuarão em conjunto com o Reconhecimento Facial.

Também em uso experimental, câmeras em viaturas realizarão busca por foragidos e analisarão placas veiculares. Carros, motos e caminhões com restrição de furto ou roubo serão detectados pela ferramenta.

De acordo com o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, todos os aparatos tecnológicos serão acompanhados, em tempo real, por 30 instituições estaduais, federais e municipais que trabalharão 24h no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), sediado no COI. “Ampliamos os recursos tecnológicos para fazer um carnaval ainda mais tranquilo para o folião”, frisou Brabosa.

Polícias e Bombeiros

Nas festas em Salvador, Região Metropolitana e interior do estado, pouco mais de 27 mil policiais e bombeiros protegerão baianos e turistas. Na folia da capital, considerada maior festa a céu aberto do mundo, 70 postos montados nos três circuitos serão utilizados para atender baianos e turistas, além de registrar prisões em flagrantes.

A PM ficará com as ações preventivas e repressivas nas festas. Unidades ordinárias e especializadas atuarão nos 42 Portais de Abordagem, principais vias de acesso, pontos de ônibus, entre outros espaços.

As ações investigativas serão desempenhadas pela Polícia Civil. Infiltrados entre os foliões, equipes irão monitorar e combater criminosos responsáveis por furtos, roubo, tráfico de drogas e outros delitos. Nos postos, entre eles três especializados em violência contra a mulher e um em racismo, a população poderá registrar queixas.

Caberá ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), por sua vez, dar suporte na identificação humana para os casos de Reconhecimento Facial. Os peritos trabalharão ainda nas vistorias dos trios, analisando drogas apreendidas e em ocorrências de lesões corporais.

O Corpo de Bombeiros também inicia as suas atribuições antes da folia, com as vistorias de camarotes e trios. Durante a festa, os militares atuarão nos primeiros socorros, salvamentos aquáticos, combate a incêndios, entre outros sinistros.







Av. Governador Lomanto Júnior - Edifício União Empresarial Center, nº 23 - Centro - Amargosa/BA.
Tel.: (75) 3634-3239 | 9 9803-1023 (Whatsapp) - Vale a pena ouvir!
© 2010 - Rádio Vale FM - Todos os direitos reservados.