últimas notícias

Esportes

1 13/03/2019 08:30

Provocado pela torcida rival no jogo de ida e em baixa na Liga dos Campeões, Cristiano Ronaldo deu a resposta na hora certa. Se havia marcado apenas um gol no torneio, fez três nesta terça-feira para definir a classificação da Juventus às quartas de final com o triunfo por 3x0 sobre o Atlético de Madrid, em Turim. 

Atual tricampeão com o Real Madrid, dono de cinco títulos da competição no total, Ronaldo mostrou por que é um dos grandes nomes do torneio europeu em todos os tempos. Com mais uma atuação memorável, respondeu em campo às provocações da torcida adversária na derrota por 2x0 na ida, em Madri, e definiu sozinho a classificação da Juventus.

Trata-se do momento máximo de Ronaldo nesta curta trajetória pela Juventus, e diante de um velho freguês. Com os três gols marcados nesta terça, o craque português chegou a incríveis 25 em 33 partidas diante do Atlético de Madrid, coroando uma partida praticamente perfeita do time italiano, que não deu chances para o retraído adversário. 

Foi o quarto hat-trick do gajo contra os colchoneros, que se tornaram a sua segunda vítima favorita - só levaram menos gols que o Sevilla, contra quem ele já marcou 27 vezes.

O jogo

Com a necessidade de marcar gols, a Juventus teve um início avassalador e chegou a marcar logo aos três minutos. Após escanteio da esquerda e desvio na primeira trave, Cristiano Ronaldo dividiu com Oblak e Chiellini bateu para a rede, mas o árbitro assinalou falta do português.

A pressão era intensa, mas a Juventus parava na marcação do Atlético de Madrid e já não assustava Oblak como nos primeiros minutos. Quando os espanhóis pareciam controlar as ações do adversário, Bernardeschi cruzou da esquerda, Cristiano Ronaldo aproveitou desatenção de Juanfran e cabeceou para a rede.

Se não conseguia infiltrar na defesa adversária, a Juventus achava suas melhores chances pelo alto. Chiellini chegou a assustar, mas a resposta do Atlético veio na mesma moeda. Aos 45, Morata recebeu livre na área e errou por pouco, jogando por cima do travessão.

A etapa final trouxe o mesmo cenário de completo domínio territorial da Juventus, que seguiu sufocando o Atlético, sempre tentando pelo alto. E não demorou para sair o segundo gol. Aos três minutos, Cancelo cruzou da direita e Cristiano Ronaldo cabeceou firme. Oblak fez grande defesa, mas a tecnologia na linha de gol alertou que a bola havia entrado.

Curiosamente, foi aí que o Atlético abdicou de vez do ataque e se fechou na defesa. A Juventus martelou, insistiu e teve grande chance de garantir a classificação aos 36, quando o garoto Moise Kean, de 19 anos, foi lançado por Chiellini, avançou sozinho, mas bateu para fora.

A classificação só podia sair dos pés de Cristiano Ronaldo, e foi o que aconteceu. Aos 39 minutos, Bernardeschi fez fila pela esquerda, invadiu a área e, empurrado por Correa, caiu. O árbitro considerou pênalti, que o português cobrou no canto direito de Oblak para selar o resultado.

Estadão







Av. Governador Lomanto Júnior - Edifício União Empresarial Center, nº 23 - Centro - Amargosa/BA.
Tel.: (75) 3634-3239 | 9 9803-1023 (Whatsapp) - Vale a pena ouvir!
© 2010 - Rádio Vale FM - Todos os direitos reservados.