Colunas

1 04/10/2019 12:00

O tratamento a Laser  oferece aos pacientes tratamentos com resultados excelentes com procedimentos minimamente invasivos, ampliando a possibilidade de tratamentos, podendo evitar cirurgias e todas as suas complicações. 

Com a tecnologia do Laser, conseguimos tratar veias reticulares nutridoras - veias esverdeadas mais grossas que as teleangiectasias (vasinhos) - que são responsáveis pela nutrição, manutenção e dificuldade de tratamento de alguns grupos de teleangiectasias. São responsáveis pelo alto índice de insucesso no tratamento de escleroterapia, com rápido retorno dos vasinhos. Em muitos casos, era sugerido aos pacientes realização de procedimento cirúrgico para tratamento dessas veias reticulares e posteriormente era realizado a escleroterapia. 

Com o laser, tratamos essas veias de maneira ambulatorial, evitando-se internação e todos os riscos inerentes ao tratamento cirúrgico. Com o fechamento dessas veias nutridoras, alcançamos um melhor resultado a longo prazo e encurtamos o tratamento, com necessidade menos sessões para alcançar o resultado final.

Normalmente esse tipo de varizes não causa sintomas muitos severos, podendo causar sensação de peso e cansaço leve nas pernas no fim do dia, prurido (coceira) nos locais das teleangiectasias. A principal queixa nesse tipo varizes é estética.

Como é o tratamento das varizes e teleangiectasias com o laser?

O tratamento é uma associação do laser com a escleroterapia. Esse método é chamado CLaCs (Crio Laser - Crio esclerose). A associação dos métodos potencializa os resultados, com resposta mais rápida, diminuindo a necessidade de idas ao consultório médico e diminuindo o número de sessões para a realização do tratamento..

Por que tratar as varizes com laser?

O tratamento a laser (CLaCs) oferece um tratamento melhor a longo prazo, principalmente em teleangiectasias complexas (associadas com veias nutridoras de calibre <3mm) por conseguir atingir essas veias e, assim, diminuir ou extinguir a nutrição dessas veias, como se fosse cortado pela raiz. Sendo assim a recidiva dessas teleangiectasias é menor, oferecendo assim um resultado muito melhor a longo prazo, evitando o retorno dos vasinhos em pouco tempo. Além disso diminui a chance de manchas e trombos frente aos métodos tradicionais.

Quantas sessões são necessárias para tratar as teleangiectasias?

Normalmente com 4 sessões já temos um resultado importante na redução das teleangiectasias. Em pacientes que tem grande quantidade de teleangiectasias e veias reticulares, a resposta pode ser um pouco mais demorada. Cada caso deve ser avaliado individualmente.

Com que frequência são feitas as sessões?

Normalmente as sessões são realizadas a cada 3 semanas. A associação dos dois métodos (Laser + escleroterapia) potencializa o tratamento e otimiza os resultados, levando praticidade ao paciente.

O tratamento a Laser é doloroso?

Normalmente o tratamento é bem tolerável, conseguindo-se realizar sessões extensas, tratando-se a maior parte das veias numa única sessão. Para aumentar o conforto do paciente, oferecemos aos pacientes um Resfriador de Pele, que ajuda a diminuir a sensação de dor durante todo o tratamento, tornando esse método com ótima tolerabilidade. Sendo assim, pacientes que antes não conseguiam realizar as sessões de escleroterapia, atualmente conseguem realizar as sessões de laser e finalmente se livrarem das incômodas teleangiectasias.

Qual a melhor época para realizar esse procedimento?

Normalmente não há restrições quanto a exposição ao sol, exceto em alguns casos especiais. O procedimento pode deixar alguns hematomas, o que pode incomodar algumas pacientes.

Este tratamento tem alguma restrição?

Normalmente não há restrições ao tratamento. Pode ser realizado em pacientes de todas as idades, homens e mulheres e em portadores de doenças crônicas. Inclusive pode se tornar uma ótima opção para pacientes com contra indicação cirúrgica.

É necessário realizar consulta antes de iniciar este tratamento?

SIm. O paciente deve ser avaliado, examinado e, caso necessário, realizar exames complementares (Ultrassom Doppler) para avaliar a possibilidade do tratamento. Não se deve iniciar o tratamento sem avaliação prévia.

Este tratamento só pode ser realizado por um médico Cirurgião Vascular/Angiologista.

Hoje na Clinica Santo Antônio oferecemos esse tratamento. Marque sua consulta para avaliar a possibilidade de realizar este tratamento.


Categorias

 Drª Mariana Terra 






Av. Governador Lomanto Júnior - Edifício União Empresarial Center, nº 23 - Centro - Amargosa/BA.
Tel.: (75) 3634-3239 | 9 9803-1023 (Whatsapp) - Vale a pena ouvir!
© 2010 - Rádio Vale FM - Todos os direitos reservados.